Entrando no Jogo
Não Perca

Um pouco da história da Copa do Mundo de Futebol Feminino

Um pouco da história da Copa do Mundo de Futebol Feminino

A tradição do futebol masculino muitas vezes pode acabar ofuscando o futebol feminino, porém, não podemos ignorar que as mulheres fazem um belo trabalho e também dão um show de bola quando estão em campo.

É fato que a seleção feminina ainda não tem o mesmo destaque e não acumula títulos como os homens, mas também devemos considerar que essa modalidade é bem mais recente, ou pelo menos tem destaque há menos tempo do que o futebol masculino.

A Copa do Mundo de futebol feminino, por exemplo, teve sua primeira edição somente no ano de 1991, meados de quando o Brasil estava prestes a conquistar o seu quarto título mundial. Ou seja, eles tiveram mais tempo do que elas, não é mesmo?

Que tal conhecer um pouco mais sobre a Copa do Mundo feminina? Veja só o breve histórico que nós preparamos para você!

A Copa do Mundo é delas também

Assim como no futebol masculino a Copa do Mundo é a competição mais importante do futebol feminino. O primeiro torneio foi organizado em 1991, pela FIFA, e acontece a cada 4 anos, atualmente contando com 24 seleções.

Antes de iniciar-se de fato a Copa do Mundo de futebol feminino, já haviam acontecido eventos desse tipo, porém, eles eram chamados de mundialitos. Hoje as mulheres ganharam o seu espaço dentro de um esporte que durante muito tempo foi considerado como exclusivamente masculino.

Porém, elas ainda não têm o mesmo salário milionário dos homens, e também não recebem a mesma atenção da mídia, mostrando que o esporte ainda é pouco incentivado aqui no Brasil.

Os números da Copa do Mundo de futebol feminino

Atualmente a seleção feminina que mais acumula títulos nesse mundial é a dos Estados Unidos. As americanas já possuem o tricampeonato e acumulam um vice-campeonato. Em seguida vem a Alemanha, com dois títulos, e em terceiro lugar empatados estão Noruega e Japão.

O Brasil ainda não conseguiu título de campeão na Copa do Mundo feminina. Mas já possui um vice-campeonato, conquistado em 2007. Fica a frente da China nesse ranking porque também possui uma terceira colocação.

Mas apesar de não possuir o título de seleção campeã, o Brasil tem duas jogadoras na lista de artilheiras das edições da Copa feminina. Em 2007 Marta levou o título, tendo marcado 7 gols, e em 1999 Sissi dividiu a artilharia com “Sun” Wen, da China, ambas também com 7 gols.

Mas a maior artilheira de todas as Copas do futebol feminino é Michelle “Akers” Stahl. A americana conseguiu marcar 10 gols na primeira edição da Copa, em 1991. Mas ainda temos que falar de goleadas, certo?

As mulheres também não brincam em serviço quando o assunto é bola na rede. Elas dão um show nesse quesito, e as maiores goleadas aconteceram nos anos de 1991, 1995 e 2015.

No dia 19 de novembro de 1991 a Suécia fez a proeza de marcar 8 x 0 sobre o Japão. Em 6 de junho de 1995 foi a vez das norueguesas fazerem 8 x 0, mas sobre a Nigéria, e ficando no empate com a Suécia no terceiro lugar de maior goleada.

A vice-campeã de balanços da rede foi a Suíça, que fez 10 x 1 sobre o Equador em 12 de junho de 2015, e ficou por um gol atrás da Alemanha, que em 06 de junho de 2015 marcou 10 x 0 sobre a Costa do Marfim.

E para quem está esperando para ver as meninas de volta ao campo, mostrando todo o seu talento, a próxima Copa do Mundo de futebol feminino vai acontecer no ano de 2019, na França. É a primeira vez que o país recebe o evento esportivo que vai acontecer entre 8 de junho e 7 de julho, em onze cidades diferentes.

Quem sabe o Brasil traz o título para a casa, não é mesmo? Mas, ainda que nossas meninas não conquistem o primeiro lugar, com certeza elas vão nos orgulhar mostrando o seu talento no gramado!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *